Foto: Ascom FAT

Parceria CSA e FAT

Diretor-presidente do grupo que carrega seu nome e presidente do Centro Esportivo Alagoano (CSA), Rafael Tenório, 63, destaca-se no ramo empresarial e esportivo pela forma como conduz suas empresas e o clube ao sucesso. E foi sobre essas estratégias que ele conversou na noite da última quarta-feira (13.2) com os alunos dos cursos de Logística, Recursos Humanos e Administração da FAT, que lotaram o auditório da Unidade Antares para assistir à palestra “Gerenciando Pessoas e Empresas – um case de sucesso”, ministrada por ele.

“Rafael Tenório é um grande exemplo a ser seguido. Tenho acompanhado o crescimento dele como empresário e presidente do CSA e a admiração só cresce. Meu sonho é trabalhar em uma das empresas dele”, conta Marcelo dos Santos, 33, aluno do curso de Logística da FAT. Uma admiração compartilhada pelos demais alunos, alguns que aproveitaram a oportunidade para vestir o uniforme do clube do coração e tietar aquele que, segundo eles, é o responsável pelo retorno do clube à primeira divisão do campeonato brasileiro.

Recepcionado pelos diretores da instituição, o palestrante, que também é consultor, contador e pecuarista, contou detalhes sobre o início da carreira profissional como jogador do CSA até se tornar diretor presidente do Grupo RT e presidente do clube. “Estabeleça metas, crie desafios. Se aconteceu comigo, vai acontecer com você também”, destacou ele, ao lembrar que os resultados são frutos de planejamento. “Por que muitas empresas não dão certo? Porque querem respostas imediatas e não planejam o percurso”, alertou.

Tenório salientou ainda que bom-humor abre portas e que o foco na gestão faz toda a diferença. “Há três anos eu falei que o CSA seria uma grande case de sucesso e pode esperar: ele ainda estará entre os dez maiores clubes do Brasil”, garantiu, ao arrancar aplausos da torcida. “O mundo não é dos iguais, o sucesso depende da nossa capacidade de fazer a diferença!”, alertou.

Parceria

A FAT firmou parceria com o CSA para concessão de descontos de 30% nos cursos de graduação e 20% para os cursos de pós-graduação aos sócios-torcedores e funcionários do time, ampliando o acesso à educação superior aos associados do clube. Uma parceria que se estende aos alunos da FAT, já que o CSA vai recebê-los para realizar estágio em diversos setores do clube, onde poderão aplicar o conteúdo visto em sala de aula. “Firmamos essas parcerias a fim de reforçar a política da instituição em promover e ampliar o acesso ao ensino superior’’, salienta Alberto Vasconcellos, diretor de gestão da FAT. “Dessa forma, elevamos o futebol e a educação”, complementa Rafael Tenório.

Os sócios-torcedores interessados em receber os descontos devem prestar vestibular para o curso de graduação escolhido (inscrições no site www.fatalagoas.edu.br) e, sendo aprovado, o candidato deve apresentar à FAT uma declaração que comprove que é sócio-torcedor e os demais documentos exigidos para efetuar da matrícula.

Rafael Tenório

O lateral direito Rafael Tenório foi convidado pela diretoria do Centro Sportivo Alagoano (CSA), em 1973, para assinar o primeiro contrato como jogador profissional. Perto de completar 18 anos, aquela era a oportunidade de jogar ao lado dos ídolos, como Zé Preta, Dida, Castanha e Soareste, e de ajudar a família. Mas o salário de jogador, na época, não compensava, e ele desistiu da carreira no futebol para ingressar no mercado de trabalho.

Mais de 4 décadas depois, o mesmo Rafael Tenório tornou-se um dos empresários mais bem-sucedidos de Alagoas, dono de 11 empresas do setor atacadista, e assumiu o comando do clube azulino, provocando um choque de gestão que levou o time a sair da série D para a série A do campeonato brasileiro.

E para 2019, as metas já foram traçadas: "permanecer na série A, lutar por uma vaga na Sul-Americana e pensar numa Libertadores", sonha ele. Difícil mesmo é duvidar que esse sonho será realizado.


Leia Também